Pesquisar

pt br  en us

 

capes horizontal   

Cnpq

        

periodicos2

 

logo faperj cor

 

Pensar e Planejar o Local

 

Seminário pensar e planejar o local: outras perspectivas, outro desenvolvimentoComo (re)pensar o desenvolvimento local a partir dos paradigmas da diversidade e da equidade? Que questões os grupos subordinados pela cultura hegemônica apresentam hoje para a construção de cidades, bairros e comunidades? Para além das cidades, que alternativas de organização socioespacial esses grupos vêm produzindo?O Seminário Pensar e Planejar o Local pretende ser um espaço de escuta e diálogo, aberto à comunidade, que incorpore no debate do planejamento local a perspectiva de grupos que vem sendo preteridos nos projetos hegemônicos e cujas práticas/reflexões, que efetivamente produzem/possibilitam desenvolvimentos outros, são frequentemente visibilizadas ou menosprezadas. O evento será composto por cinco mesas de debate, ao longo do mês de junho, onde serão abordadas as seguintes perspectivas: das pessoas com deficiência, da infância, da juventude, de gênero e étnico-racial.

 

Organização: o seminário compõe as atividades da disciplina Planejamento e Desenvolvimento Local do curso de graduação em Gestão Pública para o Desenvolvimento Econômico e Social da UFRJ, vinculado ao Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional - IPPUR, que neste semestre está sendo ministrada pelas professoras colaboradoras Patricia Novaes e Mariana Albinati.

Guia Estudante

O curso de graduação em Gestão Pública para o Desenvolvimento Econômico e Social (GPDES), vinculado ao Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (IPPUR), recebeu o selo de qualidade quatro estrelas na avaliação de cursos superiores das melhores instituições públicas e particulares do país.

O resultado confirma os esforços contínuos do corpo social do IPPUR, dedicado a formar quadros capacitados para contribuir com o desenvolvimento social e econômico do Brasil.

A avaliação realizada anualmente pelo Guia do Estudante busca medir a qualidade de cursos de graduação, por meio de uma pesquisa de opinião com mais de 11 mil especialistas – professores e coordenadores de cursos – que respondem a um questionário composto por 15 questões com temas relativos ao corpo docente, produção científica e instalações físicas, entre outros, e emitem conceitos que permitem classificar os cursos em cinco categorias: excelente (5 estrelas), muito bom (4 estrelas), bom (3 estrelas), regular (2 estrelas) e ruim (1 estrela). São considerados estrelados apenas os cursos com 3 ou mais estrelas.

Mais detalhes sobre a metodologia adotada na avaliação podem ser consultadas no link: http://gevestibular.abril.com.br/ge/graduacao/AvaliacaoGE.html

UFRJ IPPUR - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ