Pesquisar

pt br  en us

 

capes horizontal   

Cnpq

        

periodicos2

 

logo faperj cor

 

desigualdade Favela Asfalto ed pb

 

Quais os avanços do neoliberalismo, ocorridos nos últimos 20 anos, nos países do Sul-Global? E como se deu o avanço desse ideário na área do Planejamento Urbano e Regional? Essas são questões centrais do Projeto CAPES-Print de Cooperação Internacional do IPPUR/UFRJ, que consiste no desenvolvimento de pesquisas com parceiros como Índia e México a fim de analisar tópicos como mobilizações sociais; produção de desigualdade sócio-espacial; mudanças institucionais e processos combinados de ampliação e de retração do Estado na esfera política, econômica, cultural, entre outras dimensões do universo social no Sul Global.

 

O projeto CAPES-Print do Programa de Pós-Graduação em Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional, intitulado "Neoliberalismo no Sul Global: transformações no território e no planejamento urbano e regional" (PPGPUR-IPPUR-UFRJ - Nº do 2672/2018), teve suas atividades iniciadas em 2019.

 

Coordenado pela Profa. Dra. Soraya Silveira Simões, o projeto tem como objetivo geral avaliar os últimos 20 anos de avanço do neoliberalismo manifesto no território e no planejamento urbano e regional em países e regiões do Sul-Global. E tem como temas vinculados, tópicos como: sustentabilidade, crescimento e combate às desigualdades.

 

Segundo Soraya Simões, o projeto pretende:

— Analisar a dinâmica das mobilizações sociais nos territórios de investigação no Sul Global;

— Caracterizar os processos (mecanismos, recursos e atores envolvidos) de produção da desigualdade sócio-espacial contemporânea decorrente de iniciativas identificadas com oideário neoliberal;

— Identificar mudanças institucionais e processos combinados de ampliação e de retração do Estado nas esferas política, econômica, cultural, entre outras dimensões do universo social no Sul Global;

— Reconhecer as questões teóricas e fazer o detalhamento de metodologia comuns aos diversos parceiros internacionais;

— Divulgar os resultados da pesquisa em cooperação com os pesquisadores estrangeiros.

 

 

MISSÕES

O projeto CAPES-Print do IPPUR/UFRJ realizou, neste ano de 2019, duas missões internacionais.

 

A primeira foi realizada pelo Prof. Pedro Novais de Lima Junior, entre os dias 18 a 27 de agosto, ao Tata Institute of Social Sciences (TISS), junto à equipe de pesquisa da School of Habitat Studies / TISS. Esta missão consistiu em uma apresentação detalhada do quadro de pesquisadores engajados no projeto CAPES-PRINT, no Brasil e Índia, contemplando especialmente uma apresentação dos professores ainda não contatados pelos colegas indianos, seus projetos de pesquisa e as orientações em curso, com vista a promover a desejada aproximação teórica e metodológica entre as pesquisas que vêm sendo desenvolvidas nos programas parceiros.

 

A missão foi planejada com o propósito de identificar afinidades entre pesquisadores ligados ao PPGPUR-IPPUR e a School of Habitat Studies, do TISS. A relação com o TISS foi estabelecida há alguns anos, pelo Prof. Carlos Vainer e seu colega, S. Parasuraman. Em 2012, os professores Carlos Vainer e Pedro Novais, do IPPUR, foram convidados a participar da publicação “Governance and Governed”, organizada pelos professores Chandan Sengupta e Madhushree Sekher (2018).

 

Entre 2013 e 2016, membros da School of Habitat Studies, liderados pela Profa. Amita Bhide, envolveram-se em projeto conjunto de pesquisa, financiado pela Canadian International Development Agency, coordenada no Rio de Janeiro pelos professores Carlos Vainer e Pedro Novais (também participaram na pesquisa membros de Durban, África do Sul, tendo à frente o Prof. Brij Maharaj).

 

A missão indiana, primeira do projeto PrInt preparado pelo IPPUR, apoiou-se nesse conjunto de experiências e na boa relação estabelecida com o TISS para renovar as atividades conjuntas das duas instituições. Houve visitas aos diferentes campos de pesquisa dos colegas de Mumbai, identificados como pertinentes e potencialmente integrantes, como casos de estudo, do projeto Neoliberalismo no Sul Global, como:

- M-Power Centre, localizado no “bairro” M-Ward. Trata-se de iniciativa e resultado de pesquisa e extensão da School of Habitat Studies;

- Ocupação Shivaji Nagar;

- Lallubhai Complex (Govandi East Bombaim).

outras áreas de interesse para estudos urbanos

- Deonar Dumping ground (Shivaji Nagar, near Jafri School);

- Police Colony and Ground(bairro de residência de policiais), Bhoiwada e às celebrações dos eventos festivos Dahi Handi (Naigaon);

- Bairro residencial relacionado à cooperativa de trabalhadores de indústrias têxteis;

- Mercado Lalbaug: Spice Market, durante as preparações para o Festival Ganapati;

- Cortiços de trabalhadores de indústrias têxteis (Mill Workers Chawls)

- Área de concentração de atividades de prostituição - Red light district of - Kamathipura;

- Foras Road, Falkland Road, Gol Deool (Round Temple Traffic Island);

- Bhendi Bazar, Bohra Street, Mohammad Ali Road, Nagpada Junction;

- Colônia de pescadores próximo a Worli Fort; área ameaçada de remoção.

 

As visitas foram organizadas pela equipe do TISS (docentes e discentes) e permitiram ao Prof. Pedro Novais iniciar o diálogo com a sociedade civil organizada e engajada nos debates urbanos na cidade de Mumbai e interessada ou diretamente envolvida com as pesquisas concernentes aos grupos e articuladas ao nosso projeto de internacionalização. Um vídeo-documentário sobre essas visitas também foi produzido pelo Prof. Pedro Novais, cumprindo, assim, os objetivos previamente definidos para a sua missão.

 

A segunda missão de trabalho foi realizada pelo Prof. Luis Régis Coli Junior entre os dias 02 e 09 de novembro, junto aos professores e pesquisadores da Comisión Académica del Posgrado em Ciencias e Artes para el Diseño, da Universidad Autónoma Metropolitana (UAM/Unidad Xochimilco).

 

Tal como a primeira missão, esta teve como objetivo a apresentação mais detalhada dos integrantes brasileiros do projeto CAPES-PRINT, as pesquisas que vêm sendo orientadas em nosso programa e, do mesmo modo, a apresentação das pesquisas em curso no Programa parceiro, com vistas à identificação dos conflitos existentes nos campos de pesquisa e dos aspectos teóricos e metodológicos comuns ao tema do projeto.

 

Visitas a campo organizadas pelos pesquisadores mexicanos da Rede Latino-americana de Observatórios de Conflitos Urbanos, da qual o IPPUR também faz parte, permitiu ao Prof. Régis estabelecer o contato inicial com movimentos sociais urbanos, de modo a compor a rede que se pretende, através de nosso CAPES-PRINT, entre atores da sociedade civil engajados nas arenas formadas em torno de processos urbanos que possam ser interpretados à luz da crítica formulada ao neoliberalismo no sul global.

 

O registro da iconografia produzida pelos movimentos sociais urbanos em Xochimilco e na Cidade do México consiste em um produto desta missão, que será utilizado nas apresentações que deverão ocorrer no próximo ano, tanto na semana acadêmica do nosso Instituto – Semana PUR – quanto no seminário que devemos organizar em 2020, se possível com a presença dos colegas estrangeiros, caso obtenhamos recursos para o financiamento das passagens e diárias.

 

RESULTADOS

 

Segundo a profa. Soraya Simões, o projeto CAPES-Print do IPPUR/UFRJ já alcançou alguns resultados, como:

  • o envolvimento dos colegas estrangeiros com as atividades de pesquisa (desde a articulação entre atores dos respectivos campos empíricos de pesquisa, sobretudo a partir das missões de trabalho em Mumbai, na Índia, e na Cidade do México; até a organização e produção bibliográfica);
  • a inserção de doutorandos nesses campos nos países de destino (México e Suíça);
  • as orientações das pesquisas pelos professores parceiros das instituições estrangeiras, criando não somente uma sinergia maior entre nossos Programas e suas linhas de pesquisa como, também, dando maior visibilidade internacional aos trabalhos em curso.

 

"Além disso, a crítica produzida no âmbito do projeto foi trazida para a Semana Acadêmica do IPPUR (Semana PUR), com apresentações de estudos que estão sendo feitos no Brasil, tanto na área do desenvolvimento regional quanto do planejamento urbano. Tivemos alunos da graduação do IPPUR, envolvidos com as questões do CAPES-Print, que receberam menções honrosas na Semana de Iniciação Científica da UFRJ, em um trabalho conjunto de orientação de iniciação científica realizado por professores e doutorandos do PPGPUR", conta a coordenadora do projeto.

 

Os trabalhos tratam das táticas de revitalização do espaço público brasileiro, através de movimentos de ocupação e de luta contra a intolerância religiosa; da propensão do modelo de desenvolvimento de base extrativista a concentrar os recursos do território nas mãos de grandes corporações e da exportação de commodities, motivo pelo qual um dos trabalhos identifica como povos tradicionais (quilombolas) lidam com as dinâmicas de expropriação e forjam-se como sujeitos da construção autônoma de suas formas de organização e reprodução social.

 

Sobre o resultado das missões internacionais, a profa. Soraya Simões explica que ambas ocasionaram uma maior definição dos trabalhos conjuntos a serem desenvolvidos com a UAM, Unidad Xochimilco, e do Tata Institute, em Mumbai, a partir das reuniões com professores e alunos e de visitas a campo.

 

"A aproximação de linhas de pesquisa e de objetos da crítica dos Observatórios dos conflitos urbanos resultou no pedido de recepção de uma colega da UAM – Xochimilco, Profa. Blanca Ramirez, por um período de três meses, para desenvolver os projetos de pesquisa junto ao corpo docente e discente do PPGPUR no segundo semestre do próximo ano. A missão na Índia, além do registro dos atores locais em áudio e vídeo, tal como previsto em nosso projeto (organização de acervo audiovisual das pesquisas de campo realizadas nas cidades onde atuam parceiros do nosso Print), permitiu também identificar e aprofundar as conexões das pesquisas desenvolvidas nas áreas de maior fragilidade urbana em Mumbai com aquelas que estão sendo pesquisadas, no Brasil, especialmente as ocupações urbanas no Rio de Janeiro, campo empírico da bolsista de doutorado-sanduiche, que partirá em janeiro para um período de trabalho com o Prof. Luca Pattaroni, no Lasur-EPFL, na Suíça, colega que também integra projetos de pesquisa com os parceiros indianos (Amita Bhide, do Tata Institute) e gregos (Stavros Stavrides, da Faculdade de Arquitetura de Atenas) do Print do PPGPUR".

UFRJ IPPUR - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ