Pesquisar

pt br  en us

 

capes horizontal   

Cnpq

        

periodicos2

 

logo faperj cor

 

SINARUB capa

Está aberta a chamada para submissão de artigos para o VI Simpósio Nacional o Rural e o Urbano no Brasil (VI SINARUB), que acontecerá no período de 13 a 16 de maio de 2020, em Salvador. O evento, que conta com a organização da Universidade Católica de Salvador (UCSAL), tem como tema "Por uma pauta de visibilidade do rural e do urbano". O prazo para submissão vai até 20 de dezembro.

 

O Simpósio Nacional o Rural e o Urbano no Brasil (SINARUB) é fruto dos debates e das pesquisas no âmbito da Geografia, de temas que envolvem as metamorfoses da cidade e do campo, seus sentidos e significados.

 

Em 2020 os eventos serão realizados pelos PPG de Planejamento Ambiental e o de Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social da Universidade Católica do Salvador, de forma integrada e continuada do Simpósio Nacional o Rural e o Urbano no Brasil (SINARUB), do Seminário Nacional de Planejamento e Desenvolvimento (SNPD) e do Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais da Área Planejamento Urbano e Regional e Demografia -PLURD/CAPES (EMPURD).

 

Sobre o evento

 

Os modos de vida rural e urbano, as diretrizes de desenvolvimento rural e urbano, as relações entre ciências, sociedade e natureza no mundo rural e no urbano, têm sido abordados pelas diferentes áreas ou disciplinas científica, predominantemente, de forma segmentada com hegemonia do urbano enquanto padrão de desenvolvimento a ser universalizado.

 

Dito de outro modo, o processo dominante de urbanização associada à industrialização é assumido como homogeneizador socioespacial, o que, no Brasil, atribui ao urbano industrial o lugar de fala civilizatório, que produz invisibilidade do rural tanto em suas peculiaridades e sociohistoricidade quanto em suas relações com o urbano, e da cidade como processo sociohistórico cujas formação, conformação e transformação é intrinsecamente vinculado ao rural em disputa sobre a mesma base material de apropriação da terra, da natureza, da biodiversidade.

 

Reconhece-se nessa perspectiva que aí se estabelecem dicotomias construídas teoricamente e silenciadoras da vida cotidiana, problemática cujo enfrentamento requer aliança interdisciplinar com possibilidades de transdisciplinaridade para que se efetive diálogo entre ciência e sociedade, capaz de gerar pauta de questões que ao serem problematizadas reconheçam o lugar dos modos de vida de homens e mulheres rurais e urbanos na construção virtuosa de ecodinâmicas interescalares para padrão de desenvolvimento que contemple a diversidade como inerente à conservação da vida.

  

Para submissão de trabalhos, acesse o site do VI SINARUB.

UFRJ IPPUR - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ